Regionalização Brasileira

As principais divisões regionais do Brasil, é a divisão Regional em Macrorregiões que divide o país em cinco Regiões Político e Administrativa, os Complexos Regionais ou Regiões Geoeconômicas que divide o país em três regiões baseado em aspectos naturais e econômicos, e a divisão regional conhecida como “quatro brasis” por Milton Santos.

Mapa Mental Geografia Regionalização Brasileira

Divisão Regional em Macrorregiões

A divisão regional em Macrorregiões (Grandes regiões) é utilizada para fins didáticos e foi dividida em espaços homogêneos, resultando em 5 regiões: Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Mapa Macrorregiões

Os critérios para identificação destas unidades foram naturais, sociais e econômicos. Considera-se a partir destes critérios, as seguintes análises:

  • os domínios ecológicos e como estes influenciam nas atividades e nas formas de organização humanas.
  • a distribuição espacial da população e seu comportamento demográfico quantitativo e dinâmico.
  • estrutura agrária, forma de utilização da terra e produção agrícola.
  • atividades industriais, em seus gêneros e dimensões.
  • infraestrutura de transportes, em seu grau de acessibilidade maior ou menor aos meios.
  • atividades terciárias




Complexos Regionais ou Geoeconômicos

No ano de 1964, o geógrafo Pedro Pinchas Geiger elaborou uma divisão regional do Brasil com o propósito de compreender as principais mudanças ocorridas na época, como os efeitos do processo de industrialização e urbanização. Sua regionalização é utilizada até hoje para fins didáticos.

Mapa Complexos Regionais – Regiões Geoeconômicas

Como critérios, além de utilizar os aspectos socioeconômicos, considerou os fatores históricos de formação do território brasileiro em coesão com a economia. Com base nessas escolhas, Pedro Pinchas Geiger dividiu o Brasil em três complexos regionais ou geoeconômicos: Centro-Sul, Nordeste e Amazônia.

Diferentemente da regionalização oficial do IBGE, as divisões dos Complexos Regionais não seguem os limites das fronteiras estaduais, ou seja, um estado pode estar em mais de uma região de acordo com suas características econômicas e históricas, como é o caso de Minas Gerais, onde a porção norte se encontra no complexo regional Nordeste e a porção sul no Centro-Sul.




Complexo Regional Centro-Sul

O Complexo Regional Centro-Sul corresponde ao espaço mais industrializado e urbanizado do país, apresentando modernas empresas agrícolas e os dois principais pólos econômicos nacionais, São Paulo e Rio de Janeiro, que subordinam e polarizam as demais partes do país. Sendo responsável pela maior parte do PIB (Produto Interno Bruto), possui atividades diversificadas que intensificam o fluxo migratório para esta região, concentrando 70% da população brasileira.

Complexo Regional do Nordeste

O Complexo Regional do Nordeste é resultado de seu processo histórico de formação, onde se encontram espaços econômicos tradicionais como o da Zona da Mata açucareira, com áreas mais novas como a Zona da Mata Cacaueira, causando uma intensa ocupação na faixa litorânea. Essa região apresenta os piores índices socioeconômicos de mortalidade infantil e analfabetismo, principalmente nas áreas menos habitadas do interior, onde algumas delas, sofrem com a seca.

Complexo Regional da Amazônia

Este Complexo Regional é marcado pelo seu grande vazio populacional, apresentando porém uma grande concentração populacional nas cidades de Manaus e Belém. As atividades agrícolas e de extrativismo animal, vegetal e mineral, ainda mobilizam grande parte da população dessa região. Possui atualmente uma grande importância na fabricação de motocicletas e aparelhos eletrônicos na Zona Franca de Manaus.

 

Os quatro Brasis de Milton Santos

Os geógrafos Milton Santos e Maria Laura Silveira, elaboraram em 2001 uma proposta de divisão regional baseada na difusão diferencial dos meios técnicos-científicos-informacionais e nas heranças do passado, resultando no que se chamou de quatro Brasis. A regionalização divide o país em região Concentrada, Centro-Oeste, Nordeste e Amazônia.

Mapa Quatro Brasis Milton Santos

A divisão regional leva em consideração os aspectos socioeconômicos e o meio geográfico, destacando a articulação do território brasileiro inserido como uma economia periférica no capitalismo globalizado. A partir da difusão histórica das técnicas, busca analisar os fluxos que ocorrem através da infraestrutura que dá suporte as redes de informação, mercadorias, capitais e pessoas.




Região Concentrada

A região Concentrada é formada pelos estados do Sudeste e do Sul (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), sendo caracterizada como a região de maior consolidação das técnicas, ciência e informação.

Além da maior concentração populacional e das maiores cidades, possui os maiores complexos industriais, os principais portos, aeroportos e rodoviais, infovias, shopping centers, redes de supermercados, bem como as principais universidades com as maiores produções científicas do país.

 440 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *